fbpx

Ritual Matinal: Começando o dia com o Pé Direito

Publicado por André Camargo em

Vivendo em cima da hora

Estava me lembrando de como vivia quando trabalhava no Tribunal de Justiça. Meu ritual matinal era acordar sempre em cima da hora, engolir qualquer coisa e cair no mundo. O fantasma do atraso rondando minha cabeça e acelerando meu coração.

Acho uma porcaria já acordar com pressa. Depois leva um tempo pra se acalmar.

Estou apostando aqui que você conhece esse tipo de situação. Talvez essa história tenha mudado pra você, como tem mudado para muita gente, neste cenário pós-pandemia que ainda estamos tentando entender.

Felizmente, mudou pra mim. Confesso que não está ideal, mas já foi muito bom durante um ano inteiro. Foi um ano em que desenhei e sustentei uma rotina de hábitos matinais que fazia sentido para mim.

Hoje percebo que, mesmo em home-office, o jeito que você começa seu dia impacta profundamente como você vai passar o resto dele. Seu estado de espírito e disposição, sua clareza mental, criatividade, produtividade e relações.

E, no fim das contas, como você vive seus dias é como você vive sua vida.

O que mais funcionou pra mim

Aqui como era minha rotina matinal:

  1. Acordava cada dia 10 minutos mais cedo
  2. 30-40 minutos de meditação sentada, ainda na cama
  3. Alongamento
  4. Caretas na frente do espelho
  5. Banho frio
  6. Sol
  7. Jejum + chá verde turbinado + Lugar de Poder
  8. Caderno + Fixar a intenção para o dia

Esse bloco todo levava uns 90 minutos. Depois da rotina, estava pronto para encarar o resto do dia com clareza e disposição.

Vale a pena criar rituais matinais e dedicar o começo de cada dia para cuidar de você mesmo/a? Pela minha experiência, faz toda a diferença, especialmente se você tiver consistência.

Apesar de você já colher os primeiros frutos com uma semana de prática, é bem mais poderoso se você joga o jogo do longo prazo e sustenta sua rotina matinal por pelo menos um ano.

Transformando rotinas em Rituais

De acordo com Leo Babauta, criador do site Zen Habits, nossas vidas perderam muito de sua qualidade mágica. Estamos perdendo a capacidade de elevar atos, situações e acontecimentos à dimensão do Sagrado.

Uma forma prática de começar a resgatar o sagrado é transformar sua rotina matinal em uma série de pequenos rituais.

Como se faz isso?

Sugestões do Leo Babauta (nas minhas palavras):

  • Ambiente. Flores? Incenso? Cores e texturas? Como é, para você, um ambiente que eleva?
  • Intenção. Trazer à consciência e ao coração a transformação que você busca.
  • Presença. Como na cerimônia do chá. Convide todo o seu ser para a sua prática.
  • Apreciação. Enxergar cada gesto e cada momento como infinitamente preciosos.
  • Contemplação. Você se torna um observador@ participante. Como se estivesse filmando a experiência com sua câmera interior.
  • Aspiração. Como seu ritual se conecta com o mundo que você deseja habitar? Quem é a pessoa que você deseja se tornar? De que maneira seu ritual contribui para você se tornar capaz de servir à Vida?
  • Dedicação. Como você dedica seu ritual (e consagra sua vida) a algo maior, algo que pertence a essa dimensão mágica, sagrada, misteriosa da nossa existência?
  • Gratidão. Verifique se é possível para você encerrar seu ritual evocando um sentimento genuíno de gratidão. Gratidão, talvez, por estar vivo/a.

Você não precisa de todos esses elementos para tornar algo sagrado. Você também pode incluir outros que não estão nesta lista. Cabe a você identificar o que tem o poder de te resgatar do reino da trivialidade estéril.

Observe que são várias as portas que você pode abrir à visitação do sagrado. Por exemplo:

  • A forma como você começa o seu dia (que foi sobre o que falamos neste texto)
  • A forma como você termina seu dia
  • Seu sono e sonhos
  • A forma como você come
  • A forma como você se prepara para transições
  • A forma como você se relaciona ou se comunica com as pessoas
  • A forma como você trabalha
  • A forma como você cuida do seu corpo e da sua mente

Era isso. Espero que um dia você entre em contato para contar pra mim como sua vida ganhou força, sentido e profundidade a partir de suas novas rotinas e rituais.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *